PUBLICIDADE

Topo

Histórico

Categorias

Ânimo! O que fazer para resgatar neste mês a motivação do início de janeiro

Bru Fioreti

04/02/2020 04h00

Movimente-se! Inclusive literalmente. Isso vai aumentar sua motivação e energia diárias para ir atrás dos objetivos que traçar semanalmente (Foto: Pexels)

A empolgação de início de ano é um movimento coletivo e contagiante. A gente traça metas e sente que consegue se renovar e cumprir o que for preciso, abandonar velhos hábitos, resolver pendências antigas, mudar de vida. E é verdade: embora não haja (até que provem o contrário) nada superior nos dando um empurrãozinho em janeiro, nós passamos a acreditar no poder dessa época e agimos.

Por isso, funciona.

Mas o grande problema de qualquer formulação de meta ou planejamento pessoal é que começa bem, cheio de gás, e depois murcha.

Veja mais

Alguns passos dão errado, o resultado demora a aparecer, empecilhos pipocam no caminho e, dos 100% de motivação da virada do ano, agora no início de fevereiro restam, o quê?, uns 25%.

Antes de deliberar sobre como resgatar a motivação de janeiro, vamos entender um conceito básico: não existe motivação, apenas automotivação.

Claro que você pode ir a uma palestra e sair de lá energizada ou ter uma conversa com a responsável pela gestão do seu setor e aquilo te encher de ânimo. Mas, em última análise, é um processo interno, da gente com a gente mesma.

Por isso, é bacana entender o que te motiva, ou, sendo bem literal: o que te move, o que faz você ter vontade de sair de onde está e se esforçar.

Você sabe?

Saber a resposta a essa pergunta é o começo do caminho para entender o que pode ter dado errado com as metas que traçou em janeiro e não interessam mais. Elas, possivelmente, não eram tão importantes assim para você. Não a ponto de te motivar por mais de um mês.

Mas se você não se encontrou também pode se motivar.

Movimento gera resultado

Tendo ou não clareza do que deseja realizar na vida, o movimento costuma ser a solução para aumentar a motivação imediatamente.

Quanto mais exercício físico fizer, mais vai se impulsionar a fazer. Quando mais falar com pessoas, mais inclinada estará a fazê-lo.

Isolamento leva a isolamento. Introspecção, a mais introspecção.

Não que isso seja necessariamente ruim. Mas entender esse princípio, de que a vida recompensa a ação, nos tira da posição de vítima (a qual cedemos muitas vezes diante de dificuldades e do desânimo) e nos coloca no comando da jornada.

É um maneira de pensar, não uma verdade absoluta, claro. Mas uma maneira de pensar que impulsiona, energiza e ajuda a motivar no dia a dia. Uma maneira de pensar que direciona a determinados comportamentos. E tais comportamentos levam a certo tipo de resultado.

Mesmo se não pensar assim hoje, você pode espelhar os comportamentos das pessoas motivadas. Agindo com elas, vai acabar se motivando também.

Pense em como agem essas pessoas. O que elas têm de diferente?

Geralmente estão com algum projeto novo (e não estou falando só de trabalho). São ativas. Gostam de ler e de saber o que está acontecendo de novo, em vez de só assistir a TV ou ficar muitas horas à toa nas redes sociais. Têm ideias e as levam a sério. São interessadas pelas coisas, boas ouvintes, gostam de desafio. Sabem do que gostam, o que faz seu olho brilhar (mesmo que isso mude muitas vezes ao longo do tempo), ouvem a si mesmas e vão atrás do que desperta seu interesse.

Ninguém precisa cumprir todos esses requisitos.

Mas tenho certeza que, ao ler, você pensou em ao menos uma pessoa supermotivada. O que falta a você para ser mais como ela? O que pode agregar ao seu comportamento?

5 providências para ampliar a automotivação

1. Faça metas semanais. Que meta para a semana você pode traçar para se sentir mais motivada? Tenha feito ou não metas de ano novo, ter ao menos um objetivo semanal definido ajuda a se sentir mais autoconfiante (porque a realização aumenta a confiança) e, portanto, mais motivada. Vai sentir que tem uma razão clara para agir, sair da inércia e buscar algo diferente.
2. Crie rituais. Qual pequeno ritual você pode criar para se sentir motivada logo cedo? Os rituais ajudam na criação dos hábitos e por isso são tão mais eficientes que ações isoladas. De um ritual matinal completo ao estilo "Milagre da Manhã" a uma sequência de alongamento + tomar um copo cheio de água + ler algumas páginas de um livro, crie um combo motivador para fazer toda manhã e veja como isso muda o ânimo.
3. Use o poder da música. Quais são as músicas que te enchem de energia? Faça uma playlist com elas agora, removendo as que causam vestígios de sentimentos negativos. A ideia é ter sempre à mão uma playlist 100% feliz, que combata momentos de desânimo.
4. Use seus talentos e se ponha à prova. O que você ama fazer e ninguém precisa te pedir para que execute bem? Faça uma lista e certifique-se de estar fazendo mais disso no seu dia a dia. Lembre-se de que as pessoas mais motivadas costumam saber no que são boas e usar seus talentos. Também se desafiam a fazer coisas que não dominam. Vão pelo prazer de se testar, de descobrir algo diferente e não se barram pelo medo de errar.
5. Investigue seus pontos altos. Qual a ocasião em que mais se sentiu motivada? O que ela tem de diferente de agora? O que pode "emprestar" dela para se sentir energizada hoje? Olhar para o que lá atrás fez seu olho brilhar pode te lembrar dos seus talentos adormecidos. Pode ser que aquilo tenha deixado de ser motivador pra você, mas até isso pode te trazer pistas sobre seus novos agentes de motivação. O que hoje desperta seu interesse? O que faria você se animar e pular da cama?

Espero que você use uma todas essas dicas para começar a ter comportamentos que despertem motivação, em vez de se esperar a motivação brotar para então agir.

Ao descobrir como acionar a chavinha do comportamento de uma pessoa motivada  — colocando a ação em primeiro lugar –, não vai mais depender de virada de ano para se animar com metas. Você já terá as suas, e elas estarão em plena execução.

Sobre a autora

Bruna Fioreti é coach de vida e carreira, jornalista e consultora de branding pessoal e conteúdo. Ministra cursos e palestras sobre carreira, estilo, produtividade e temas femininos pelo Brasil - expertise desenvolvida em cinco anos como redatora-chefe da revista Glamour. Com MBA em Coaching em curso e seu projeto Manual de Você, realiza dezenas de atendimentos individuais e dissemina o conceito de #autocoaching nas redes sociais.

Sobre o blog

Dicas e reportagens sobre carreira, com foco nas mulheres que buscam satisfação, foco, produtividade e aprimoramento da imagem profissional. Um espaço para falar das tendências da área, que vai te ajudar a atingir a melhor performance da empresa chamada VOCÊ.

Blog da Bru Fioreti