Topo
Bru Fioreti

Bru Fioreti

Categorias

Histórico

Chega de gente tóxica! Aprenda a atrair pessoas que acrescentem à sua vida

Bru Fioreti

26/11/2019 04h00

Atraia pessoas que te elevem na profissão e na vida fazendo isso pelos outros! Os semelhantes, neste caso, se atraem (Foto: PEXELS)

A gente se contamina pelos outros, claro que você já sentiu isso. Mau humor, reclamação, insegurança: tudo isso parece ser contagioso; assim como bom humor, calma e animação também o são.

Mas como podemos nos certificar de atrair as pessoas certas, que nos influenciem positivamente? E como podemos saber que tipo de pessoas NÓS SOMOS?

Dia desses li um artigo do PhD George S. Everly no qual ele falava sobre o que chama de "nutric people", um conceito sem tradução exata que tem a ver com pessoas que "nos nutrem", apoiam e incentivam o crescimento e o desenvolvimento do outro.

Em suas pesquisas, o especialista demonstrou que somos mais resilientes, por exemplo, quando temos apoio de alguém para sê-lo. Concluiu ainda que o nosso sucesso e a nossa felicidade são facilitados quando nos cercamos de pessoas que nos acolhem, acreditam no nosso potencial e nos ajudam a nos sentir bem sobre nós mesmas.

O que o doutor Everly disse que mais me chamou a atenção, porém, foi: se você quer atrair esse tipo de gente (que apoia, acolhe e eleva o outro) deveria, antes de tudo, se esforçar para ser uma delas.

Ao que pergunto: você é?

Identificando seus padrões

Para avaliar que tipo de pessoa você anda sendo, pense no que é um típico colega, amigo ou parente tóxico. Geralmente é um perfil que faz você se sentir usada ou sugada, solta o veneno sempre que dá, deixa tudo "pesado".

Agora tente imaginar se não é você quem precisa repensar os comportamentos, se não está intoxicando o ambiente por causa das seguintes características:

  • Insegurança. Embora as pessoas tóxicas possam mascará-la com arrogância
  • A necessidade de apontar defeitos, mesmo dizendo que não tem a intenção ou que quer ajudar 
  • O hábito de falar coisas negativas sobre todo mundo "só de brincadeira"
  • A capacidade de fazer o outro se sentir exaurido
  • Aquele "talento" de fazer o outro se questionar e ficar inseguro

Ok. Agora vamos à meta real, que é atrair pessoas que sejam o oposto disso. Pela lógica do dr. Everly, conseguimos elevar nosso ciclo de amigos e colegas de trabalho buscando ser uma "nutric person", uma pessoa que reúna as características abaixo: 

  • Torce pelas pessoas, para que realizem seus sonhos, e tenta ajudar 
  • Sempre tem uma boa palavra, um discurso motivador
  • Ajuda sem necessariamente esperar retorno
  • Costuma estar mais feliz do que triste 
  • Quase sempre está sorridente 
  • Faz você se sentir energizada e bem consigo mesma 
  • Estimula sua autoestima, elogia genuinamente 
  • Parece te compreender. Mesmo quando discorda, respeita o outro 
  • Confiável, você fica à vontade com ela
  • Confiante, e isso é transmissível (mais gente acaba se sentindo assim ao seu redor)
  • Tem integridade: vive de acordo com seus valores e princípios e não se corrompe 

Veja mais

O que fazer na prática

A lista acima serve para nortear sua jornada para ser a pessoa que deseja atrair. Simpática, do bem, empática, acolhedora, confiante.

Comece praticando um ou dois itens da lista que não sejam tão naturais para você e perceba como os iguais, nesse caso, se atraem. 

Apoie e ouça mais as pessoas, elogie quando houver algo digno de nota (basta procurar o lado bom, treinar o olhar), não critique tanto as pessoas, pare de reclamar dos problemas. Chegue sempre pensando em como tornar o ambiente mais leve.

Naturalmente, com essa postura, as pessoas tóxicas tenderão a se sentir desconfortáveis com você — criticarão sua nova postura, em um primeiro momento, e depois apenas se afastarão.

Ou seja, naturalmente, com seu comportamento e sem dizer uma palavra, você faz uma faxina de gente tóxica no seu grupo de amigos e colegas de trabalho.

Vale, porém, caprichar na limpa do que anda intoxicando sua vida — listando pessoas, lugares e ocasiões que te fazem mal e merecem ser deixadas de lado. No paralelo, apenas aguarde o poder da estratégia do dr. Everly: agindo como gostaria que agissem com você, seu único trabalho vai ser identificar seus pares, as pessoas que vão, de fato, acrescentar à sua vida.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre a autora

Bruna Fioreti é coach de vida e carreira, jornalista e consultora de branding pessoal e conteúdo. Ministra cursos e palestras sobre carreira, estilo, produtividade e temas femininos pelo Brasil - expertise desenvolvida em cinco anos como redatora-chefe da revista Glamour. Com MBA em Coaching em curso e seu projeto Manual de Você, realiza dezenas de atendimentos individuais e dissemina o conceito de #autocoaching nas redes sociais.

Sobre o blog

Dicas e reportagens sobre carreira, com foco nas mulheres que buscam satisfação, foco, produtividade e aprimoramento da imagem profissional. Um espaço para falar das tendências da área, que vai te ajudar a atingir a melhor performance da empresa chamada VOCÊ.

Blog da Bru Fioreti