menu
Topo
Bru Fioreti

Bru Fioreti

Categorias

Histórico

Amigo sincero: veja por que você precisa de um para crescer na carreira

Bru Fioreti

05/02/2018 05h00

Você acha que está tudo maravilhoso, e um dia, sem mais nem menos, é demitido.

Pode ter sido um mero corte na empresa, claro. Mas pode também ter sido um tsunami megaesperado no mercado. Pode ser que a sua percepção sobre o que estava acontecendo ao redor estivesse deturpada. Que a sua postura fosse inadequada. Que a sua produtividade estivesse aquém do esperado.

Mas você não se tocou. E nenhuma criatura se dignou a te chamar no café e contar!

Pois é, o isolamento profissional é mais prejudicial do que parece. Gera desinformação, e desinformação é a pior coisa que pode acontecer para a carreira de alguém, no atual mercado volátil e competitivo, pronto para absorver os mais "antenados" e expelir os desconectados.

Calma, você não precisa ser um millenniall sabe-tudo de redes sociais e afins para conseguir relevância. Mas é bem provável que precise, isso sim, ter contato com gente de verdade, do tipo fina, elegante e principalmente sincera.

"Amigo, as pessoas estão dizendo que você anda descompensado" — e você, tem alguém com abertura para te dizer algo assim, na lata? (Foto: Pexels)

Networking com a baia ao lado, já tentou?

Já expliquei aqui e aqui sobre o que significa networking hoje, como ele deixou de ser troca de cartões e aperto de mão em dia de evento — se é que um dia foi.

Inclui ter relações profissionais duradouras, baseadas em trocas honestas de informação, contatos e indicações. E mais: inclui os profissionais que estão aí na baia ao lado!

Já reparou como a expressão "fazer networking" só costuma ser usada para se relacionar com pessoas com as quais não se convive quase nunca? Para contatos em eventos profissionais, ou com desconhecidos em cursos, ou ainda ex-colegas…?

E por que não "fazer networking" com os atuais? Esforçar-se para ter trocas saudáveis com quem está perto?

Esse deveria ser o principal método de cultivar e manter contatos (aliás, falo disso no vídeo abaixo), até porque o ex-colega de amanhã vai se lembrar da relação que vocês tinham hoje.

E não precisa muito: é aquele bom dia básico, tentar olhar quando a pessoa fala com você, perguntar da família dela de vez em quando, frequentar um ou outro almoço, fazer uma gentileza aqui outra acolá… Não dói, vai?

Pense em ter pessoas que compartilhem seu ambiente de trabalho e que estejam dispostas a ser sinceras com você, assim como você seria com elas. Lembra: é troca!

"Usando" a sabedoria dos velhos amigos

Ainda mais valioso que ter gente por perto que te atualize sobre o cenário atual é ter amigos de confiança que conheçam seus pontos fortes e fracos e que possam, sem cerimônia, dar um toque quando algo estiver desandando.

Aquela alerta chato de ouvir, mas importantíssimo, sobre sua fase difícil na vida pessoal que pode estar prejudicando a carreira. Um toque sobre seu visual que anda desleixado. Uma reclamação com a sua impaciência nos últimos tempos. Coisas que só um amigo dos bons teria coragem de dizer na sua cara e que valem ouro.

Antes o amigo do que o chefe, o cliente, a vida, afinal.

Na dúvida, pergunte às pessoas que você sabe que te amam sobre sua fase atual. O que eles acham do seu momento profissional? Como têm sentido que você está? Queriam dizer algo que poderia ajudar?

É uma abertura incomum, eu sei. Mas é o tipo de feedback que previne de demissão a fim de relacionamento.

Ouça e filtre o que for bom para você. Mal não faz.

Sobre a autora

Bruna Fioreti é coach de vida e carreira, jornalista e consultora de branding pessoal e conteúdo. Ministra cursos e palestras sobre carreira, estilo, produtividade e temas femininos pelo Brasil - expertise desenvolvida em cinco anos como redatora-chefe da revista Glamour. Com MBA em Coaching em curso e seu projeto Manual de Você, realiza dezenas de atendimentos individuais e dissemina o conceito de #autocoaching nas redes sociais.

Sobre o blog

Dicas e reportagens sobre carreira, com foco nas mulheres que buscam satisfação, foco, produtividade e aprimoramento da imagem profissional. Um espaço para falar das tendências da área, que vai te ajudar a atingir a melhor performance da empresa chamada VOCÊ.