Topo
Bru Fioreti

Bru Fioreti

Categorias

Histórico

3 técnicas para realizar o dobro nos 6 meses que faltam para o ano acabar

Bru Fioreti

2019-06-20T19:04:00

19/06/2019 04h00

Que tal aproveitar o dia mais tranquilo para fazer um balanço e programar o restante do ano? (Foto: PEXELS)

Do plano de se aperfeiçoar no inglês ao projeto fora do escopo do dia a dia que não saiu do papel, o que gostaria de fazer ainda neste ano, mas deixou engavetado até agora? Já se passaram seis meses de 2019, e você só se tocou agora de que deixar para depois pode custar mais um fim de ano com a incômoda sensação de que poderia ter feito mais?!

É o seu caso?

Veja também

No que depender de mim, ajudarei você a evitar essa frustração, não com pílulas motivadoras, mas com técnicas eficazes de produtividade.

A ideia aqui é dividir com você três das ferramentas mais utilizadas no coaching de empresas e executivos para acelerar seus resultados.

Aproveite o feriado para sentar e fazer seu plano de ação usando o trio de ideias a seguir.

1) Usar a proporção 80/20 para priorizar

Conhecida como a Lei de Paretto, a proporção 80/20 postula que 80% dos resultados que obtemos decorre de apenas 20% das atividades que fazemos. Há várias maneiras de aplicar essa teoria, popularíssima no campo da administração. Mas aqui vamos nos ater ao viés da produtividade.

Imagine que a maior parte dos resultados positivos que vem tendo na sua vida pode estar vindo de atividades com as quais você ocupa pouquíssimo tempo!

Isso é especialmente aplicável quando se trata de planos B ou de projetos que não estão exatamente previstos no trabalho. Aquela ideia que parece mirabolante sobre a qual você gostaria de pesquisar mais; o curso extra que ninguém mais está fazendo, o projeto fora da caixa que está começando como um hobby, o evento que vai custar todo o fim de semana "só" para fazer contatos…

As atividades que estão sendo negligenciadas, ou ocupando apenas 20%  do seu tempo, são as mesmas que poderiam elevar a autoconfiança, trazer reconhecimento profissional, acelerar a transição de carreira e assim por diante. Ou seja, você pode estar ocupando só 20% do seu tempo e dedicando pouquíssima energia (e até dinheiro) ao que é mais importante e traz 80% dos resultados.

Entendeu?

Para aplicar a Lei de Paretto, sugiro que liste todas as atividades que faz hoje profissionalmente (tarefas diárias, cursos, reuniões, pesquisas…) e coloque a média de tempo que gasta para cada uma. Depois escolha, entre elas, aquela que traz mais resultados macro — de longo prazo, ou que sejam fundamentais para levar sua carreira ao próximo nível.

É nesta atividade que deve se concentrar até dezembro. Substitua uma tarefa menos importante por essa, dedicando mais tempo ao que definiu como importante no dia a dia.

Para fazer com que isso funcione em meio à rotina corrida, use a técnica a seguir.

2) Mirar na Lei de Parkinson para render mais

A Lei de Parkinson postula que as tarefas se expandem de acordo com o tempo que damos a elas. Ou seja: se você determinar que vai fazer algo até dezembro, provavelmente levará esse tempo para finalizar, mas se determinar que terminará em um mês, há grandes chances de cumprir esse prazo.

Por isso, depois que definir o que é prioridade para que 2019 seja um ano especialmente produtivo, como propus no tópico anterior, é hora de planejar um passo a passo considerando prazos mais apertados do que gostaria.

Para que a técnica funcione melhor, sugiro se comprometer com alguém — um cliente, um sócio, um amigo ou até nas redes sociais. A vergonha por "furar" vai lhe estimular a cumprir o que prometeu. Se marcou uma reunião com a diretoria para o início do mês que vem para apresentar uma ideia provavelmente vai se obrigar a montar uma apresentação.

Outra tática é se colocar à prova. Se tiver um exame de proficiência em língua estrangeira para prestar em outubro, vai valorizar cada aula do curso às terças e quintas à noite e ainda arrumará um tempinho para estudar em casa.

Use isso no dia a dia, diminuindo os prazos para tudo o que puder e se comprometendo a entregar.

3) Aplicar a técnica do Roadmap para planejar

É fundamental estabelecer prioridades e encurtar prazos no dia a dia, mas, sem um planejamento de longo prazo, a chance de se perder ou desanimar no caminho é grande.

Aí entra a ferramenta do roadmap, que nada mais é que estabelecer os passos necessários para chegar a um objetivo e posicioná-los em uma linha do tempo.

Faça assim: trace uma linha diagonal em uma folha em branco e coloque o ponto inicial sendo hoje e o final em dezembro de 2019. Comece de trás para frente, perguntando-se o que quer ser realizado no fim do ano. A partir disso vá se perguntando: "Para que isso tenha acontecido, o que preciso ter feito antes?".

Vá fazendo essas perguntas e esmiuçando as atividades necessárias até chegar ao início — o dia de hoje.

Minha sugestão é que, depois disso, você olhe a linha do tempo em ordem cronológica e analise se precisa alterar algum prazo ou incluir algum passo que não vislumbrou.

Use o roadmap como um guia de prioridades mês a mês e cheque sempre se está dedicando tempo extra para as tarefas que tendem a trazer 80% dos resultados profissionais desejados. Realize-as mais rapidamente, usando os prazos estabelecidos usando a Lei de Parkinson e se comprometendo com terceiros.

Cheque o andamento dos objetivos na primeira semana de todos os meses e ajuste o roadmap se precisar.

2019 (ainda) promete, mas só vai cumprir se você se esforçar para isso.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre a autora

Bruna Fioreti é coach de vida e carreira, jornalista e consultora de branding pessoal e conteúdo. Ministra cursos e palestras sobre carreira, estilo, produtividade e temas femininos pelo Brasil - expertise desenvolvida em cinco anos como redatora-chefe da revista Glamour. Com MBA em Coaching em curso e seu projeto Manual de Você, realiza dezenas de atendimentos individuais e dissemina o conceito de #autocoaching nas redes sociais.

Sobre o blog

Dicas e reportagens sobre carreira, com foco nas mulheres que buscam satisfação, foco, produtividade e aprimoramento da imagem profissional. Um espaço para falar das tendências da área, que vai te ajudar a atingir a melhor performance da empresa chamada VOCÊ.