menu
Topo
Bru Fioreti

Bru Fioreti

Categorias

Histórico

15 técnicas para combater a procrastinação trabalhando em casa

Bru Fioreti

18/01/2018 05h00

Procrastinar, o verbo que não gostaríamos de conjugar, mas que se torna sujeito da nossa rotina frequentemente.

Deixar para depois tarefas que julgamos importantes é um hábito, e por isso algo tão difícil de ser vencido. No trabalho em casa, sem horário definido nem chefe na jugular, ficamos ainda mais propensos à enrolação (é isso em bom português, né?), que vem acompanhada de culpa e sofrimento com o acúmulo de tarefas. A sensação de nunca fazer o que realmente importa, de estar fora do controle. Conhece?

Existe técnica para melhorar isso. E muitas dessas sacadas pró-produtividade vou compartilhar aqui, para que você selecione as que mais parecem adequadas ao seu trabalho. Vamos a elas:

Crie blocos de tarefas semelhantes

É mais negócio separar 20 minutos para responder vários e-mails de uma vez que parar o tempo todo para fazê-lo, asseguram estudiosos de neurociência e comportamento humano. Crie o bloco de tempo para escrever, fazer contas, responder e-mails, fazer ligações etc.

Inclua pausas a cada 90 minutos

Experiências chegaram a este período com um otimizador de produtividade. Com menos, você "quebra" demais suas tarefas; com mais, começa a perder o foco. Pode ser só um minutinho olhando para longe do computador entre uma atividade e outra, ok?

Faça o mais chato primeiro

Preconizada pelo guru Brian Tracy em seu clássico "Eat That Frog", a ideia é simples: faça no início do dia ou da sua jornada de trabalho o que for mais difícil, complexo — o contrário do que a maioria costuma fazer. Depois de engolir esse "sapo", todo o seu dia vai ficar mais prazeroso, garante Brian.

Vista-se para o trabalho

Ficar de pijama o dia todo funciona maravilhosamente se você for uma daquelas pessoas focadas (que nem precisariam ler estas dicas). Se não for seu caso, vista-se para trabalhar. Você "vira a chavinha" e dá um comando para seu cérebro "hora de trabalhar, pessoal!".  

Ops, quando falamos em trocar para o trabalho não era bem isso! O que importa é ter um ritual que mande o comando para o cérebro: "Agora estou ok para trabalhar" (Foto: Pexels)

Crie um horário fixo de trabalho

Claro que a graça de ser seu próprio chefe é a rotina flexível, mas, para a maioria das pessoas, funciona melhor estabelecer uma regra de início e fim do trabalho. Se você quiser quebrar, tudo bem. Porém, terá um parâmetro para nortear o dia.

Exagere no tempo de cada tarefa

Erro megacomum na organização pessoal: subestimar o tempo necessário para fazer qualquer coisa — David Allen, expert em produtividade, fala muito sobre isso. Planeje no mínimo 15 minutos a mais do que o tempo que você prevê que vai levar para terminar algo e não tenha medo de programar reuniões em horários "quebrados". Por que tem que ser 15h ou 15h30? Está aí o 15h15 que também pode ser usado para o próximo encontro!

Deixe horários livres

Se você trabalha em home office, acaba tendo a possibilidade de exercer outros papéis durante o expediente — funções como ir ao médico, pagar contas e fazer supermercado. Separar um período fixo para isso deixa a rotina mais organizada e produtiva. É como se você sempre soubesse o dia certo para marcar qualquer extra sem comprometer a agenda.

Use fone de ouvido

Música clássica, sons da natureza, ruído branco ou trilhas que te façam bem. É o jeito mais barato e rápido de se isolar do mundo lá fora e do barulho produzido pelos outros habitantes da casa.

Faça um acordo com quem mora com você

Em geral, é preciso explicar com clareza para as outras pessoas que, embora possa não parecer, você está em horário de trabalho. Muita gente (e eu me incluo neste grupo) trabalha bastante no celular, respondendo mensagens ou lidando com redes sociais da empresa. Explique quando e como pode ser interrompido.

Desligue notificações

Quinze minutinhos para voltar à atenção anterior a cada aviso de e-mail que pipoca na sua tela sai caro no fim do dia, hã? Se você fizer as pequenas pausas para checar mensagens e e-mails, nem que seja a cada 90 minutos, já ganhará tempo em relação ao vício de procurar uma nova mensagem a todo momento.

Tente manter a pausa para o almoço, ou um lanche

Além de a pausa ser saudável para o rendimento do trabalho, inúmeras pesquisas mostram que rendemos mais quando trabalhamos menos horas sequenciais do que nos serões da vida. Nosso cérebro precisa de tempo para processar novas informações.

Planeje a semana

Tudo isso que citei até aqui só funciona se você sabe por que trabalha e consegue priorizar o que de fato é mais importante para sua carreira e sua vida. Planejamento semanal é a chave! No domingo, olhe para o que precisa ser feito naquela semana e acrescente alguma missão adicional que leve você além da zona de conforto.

Programe o dia na noite anterior

Mesmo tendo distribuído as tarefas semanais, você pode ter que realocar algumas, ou acrescentar itens novos. Faça isso sempre de um dia para o outro, a fim de começar o dia com todo o gás para trabalhar, sem perder energia com a tomada de decisões secundárias.

Inclua dias de trabalho fora

Mudar o ambiente às vezes ajuda a desbloquear a mente. Tente outro cômodo da casa, um café nas redondezas, qualquer espaço que estimule sua criatividade uma vez por semana ou a cada 15 dias. Um coworking também é uma boa ideia para não se isolar tanto.

Tenha rituais próprios

Uma vela acesa na mesa, uma sequência de respirações profundas, 20 minutos para leitura de jornais… Crie rituais que ajudem seu cérebro a entender que a partir dali é hora de trabalhar.

Sobre a autora

Bruna Fioreti é coach de vida e carreira, jornalista e consultora de branding pessoal e conteúdo. Ministra cursos e palestras sobre carreira, estilo, produtividade e temas femininos pelo Brasil - expertise desenvolvida em cinco anos como redatora-chefe da revista Glamour. Com MBA em Coaching em curso e seu projeto Manual de Você, realiza dezenas de atendimentos individuais e dissemina o conceito de #autocoaching nas redes sociais.

Sobre o blog

Dicas e reportagens sobre carreira, com foco nas mulheres que buscam satisfação, foco, produtividade e aprimoramento da imagem profissional. Um espaço para falar das tendências da área, que vai te ajudar a atingir a melhor performance da empresa chamada VOCÊ.