menu
Topo
Bru Fioreti

Bru Fioreti

Categorias

Histórico

24 horas sem celular: por que vale a pena se desconectar neste feriado

Bru Fioreti

12/10/2017 08h00

Detox digital: todo mundo comenta, pouca gente realmente faz. Mas, afinal, qual a utilidade de cumprir um desafio desse tipo?

À primeira vista, "apenas" a tranquilidade de passar um dia prestando mais atenção à família e aos amigos, sem ser interrompida por chamadas no WhatsApp e notificações. Porém, pode funcionar como um teste valioso de como anda sua relação com a internet. Afinal, você sente angústia ao ficar sem conexão? Consegue imaginar dormir sem olhar o celular antes? Está ok com passar 24 horas sem postar?

Muita gente não.

Daí a origem da FOMO — Fear Of Missing Out –, denominação dada por pesquisadores à sensação de sempre estar perdendo alguma coisa, a ideia angustiante de estar por fora. Por isso, a pessoa sente a necessidade de ficar o tempo todo online para se atualizar, saber das últimas, "pertencer" ao grupo.

Mesmo se você não se enquadrar nesse extremo, é possível que identifique traços semelhantes vez ou outra. Entra aqui a inveja das redes sociais e outras sensações negativas ligadas a isso — que não são maioria, que fique claro, mas aparecem em vários estudos.

Feriado, seu lindo! Nossa sugestão: uma espiadinha aqui no UOL e depois detox digital até amanhã (Foto: Pexels)

Essa tal de ansiedade digital 

Sim, há uma chuva de pesquisas que relacionam excesso de conexão a sentimentos negativos.

Estudo da Universidade de Illinois ligou o uso de smartphone ao aumento dos níveis de ansiedade, principalmente quando as pessoas recorriam à internet para encobrir sensações ruins, fugir do estresse ou buscar recompensas emocionais e aprovação — se você pensou na chateação de ter poucos likes numa foto, está coberta de razão!

Outro comportamento que provoca negatividade: stalkear amigos, principalmente os das antigas, no Facebook para comparar a vida deles com a sua — pesquisa da Universidade de Missouri trouxe isso à tona. Quão melhor eles estão do que você? Mais felizes? Mais ricos? Mais realizados? Dificilmente algo bom surge desse tipo de comparação, mesmo porque a vida nas redes sociais é editada de forma a enfatizar os momentos mais felizes, convenhamos.

Os mesmos estudiosos reconheceram o poder das redes de conectar pessoas e trazer felicidade — outro estudo, recém-saído do forno na Inglaterra, mostrou que as notificações que mais dão prazer às pessoas são de Instagram, Facebook e companhia. A impressão de estar em constante comunicação com outros parecia gerar uma série de sentimentos positivos.

O tal do pertencimento é importante para o bem ou para o mal, afinal. De um lado, a alegria dos vários amigos virtuais. De outro, a FOMO por sentir que algo está acontecendo sem que você saiba.

Paradoxos à parte, a desconexão planejada aparece como forma de incentivar a manutenção das relações pessoais mais profundas e uma análise sincera sobre a saúde da relação com seu fiel escudeiro, o smartphone.

A investigação da vida offline 

Na prática, você pode lançar mão de um caderninho para anotar todas as vezes que pensar em pegar o celular — caderno de papel, porque o desafio é se afastar inclusive fisicamente do celular.

Pergunte-se qual é a exata sensação de estar offline, qual é a consequência real disso, o que muda em você e nas suas relações sem o bendito smartphone por perto. Esse "inventário" de sentimentos ajuda a entender se é o caso de adotar o detox digital mais vezes.

Uma sugestão: pelo menos um período todo fim de semana. Você vai ver que o mundo não vai acabar e que talvez você não tenha perdido nada tão importante assim! 🙂

Sobre a autora

Bruna Fioreti é coach de vida e carreira, jornalista e consultora de branding pessoal e conteúdo. Ministra cursos e palestras sobre carreira, estilo, produtividade e temas femininos pelo Brasil - expertise desenvolvida em cinco anos como redatora-chefe da revista Glamour. Com MBA em Coaching em curso e seu projeto Manual de Você, realiza dezenas de atendimentos individuais e dissemina o conceito de #autocoaching nas redes sociais.

Sobre o blog

Dicas e reportagens sobre carreira, com foco nas mulheres que buscam satisfação, foco, produtividade e aprimoramento da imagem profissional. Um espaço para falar das tendências da área, que vai te ajudar a atingir a melhor performance da empresa chamada VOCÊ.